O que é mais importante: Política ou Alimentação?

Todas as pessoas são influenciadas de uma forma ou outra. Somos bombardeados de informações que nos fazem acreditar que isso é melhor que aquilo e que essa pessoa sabe mais do que aquela. Normalmente quando isso acontece, escolhemos o caminho que mais nos agrada, que fala o que queremos ouvir e que chancela o que viemos fazendo há anos.

A mudança de estilo de vida é árduo e requer disciplina e muita força de vontade. Além disso, buscar mais informações de fontes seguras e sérias, deveria fazer parte de nossa rotina. Faço sempre uma analogia que mostra bem o que estou falando: quando temos que escolher um candidato para um cargo político, sempre ouvimos que devemos estudar os candidatos, verificar se seu histórico condiz com o que vem falando e prometendo, e que somente assim poderemos ter uma vida mais segura e tranquila no futuro. Isso está absolutamente correto. Nesse caso, podemos identificar as pessoas que realmente vão atrás da informação, vasculhando a vida dos candidatos, conferindo sua trajetória na política e tomando uma posição perante aquele político. Outras pessoas vão pesquisar, mas não irão a fundo. Irão conversar com outros mais politizados, assistirão vídeos na internet e tomarão uma decisão. E temos o terceiro tipo que decidirá seu candidato através de um amigo que lhe disse que esse é melhor que aquele e ponto final.

Agora vamos pensar em nossa alimentação.
Qual a diferença entre ter que escolher um candidato para um cargo político e decidir o que colocaremos para dentro de nosso corpo em forma de comida? Não estamos pensando no futuro de nossas vidas? Então, o que será mais prejudicial para nós? Nos alimentarmos de qualquer forma sem medir as consequências, sem nos preocuparmos com doenças como obesidade, diabetes tipo 2, Alzheimer ou até mesmo câncer, ou votar em qualquer um sem ter consciência que aquele é o candidato que realmente vai dar um rumo para o nosso país?
Tenho certeza que pesquisar em fontes seguras sobre alimentação e política deveria ser prioridade, pois estas decisões refletem diretamente sobre nosso futuro, seja ele como saúde, longe de doenças, ou como cidadão que querem uma vida mais justa e tranquila. Para ambas situações, precisamos da ajuda de especialistas que nos auxiliem na tomada de decisão.

Para alguns que estão lendo esse texto, entender de política é, sem dúvida alguma, o mais importante. Para outros, o que vem em primeiro lugar é alimentar-se bem e cuidar de sua saúde.

Não estou aqui para dizer o que deveria vir primeiro. Estou aqui para refletirmos sobre as decisões que adotamos em nossas vidas. A pergunta que faço sempre: Você quer emagrecer de verdade e de forma definitiva? Então procure entender os processos que te levaram, até agora, ao fracasso. Dedique alguns minutos para ler sobre o assunto. Converse com pessoas que alcançaram esse objetivo e tente entender como adequar isso à sua vida.

A decisão é sua e de mais ninguém!